Line separator

Blog.

#MovimentoFelizAgora

Acompanhe as últimas notícias, artigos e novidades do nosso movimento. 

Caridade material e caridade moral


Quando pensamos em religião e moralidade é necessário vincular tais ideias aos pilares da caridade material e moral, dessa forma conseguiremos atenuar as divergências entre povos, levando em conta as palavras de Jesus;


"Amemos uns aos outros e façamos ao próximo aquilo que gostaríamos de receber"

Estamos vivendo um momento tão desafiador, de tamanha magnitude em nossas vidas, que é absolutamente aceitável nos sentirmos confusos. Estamos fazendo parte de um momento histórico, de transição e que ainda não sabemos o final. Entretanto, podemos proporcionar um momento de carinho ao próximo, mas como entender qual a necessidade real? Como devemos agir? Materialmente ou afetivamente?


Vamos entender a diferença da Caridade

Material e da Caridade Moral?


A caridade material é aquela em que as pessoas contribuem com aquilo que podem, um saco de pão, um agasalho, uma cesta básica. Não tratando-se de valor mas sim de ajudar, se trata de amenizar a necessidade que nosso "irmão" está passando.


Já a caridade moral é acessível a todos, é aquele ato que vem do coração, não precisa de dinheiro para ser realizada. Sua prática quebra barreiras e constrói pontes que levam ao coração. Por exemplo, a paciência é um dos caminhos da caridade moral, da paz interior.


A caridade moral ocorre muitas vezes sem que percebamos, naquele momento em que alguém fez uma brincadeira inoportuna mas que nós optamos por ignorar.


Não responder a uma provocação é uma forma de caridade com o próximo, assim como secar a lágrima de um rosto triste ou vibrar pela felicidade de um outro alguém.


Ao escrever este texto, me lembrei de um ótimo exemplo que aconteceu há alguns anos atrás com minha filha. Em um dia quente, estávamos passeando na feirinha da praça Benedito Calixto, no bairro de Pinheiros em São Paulo. Eu já estava muito cansada. Resolvermos então procurar um restaurante, quando se aproximou uma menina vendendo lixas de unha. Não dei importância, pois estava querendo comer e descansar um pouco, mas minha filha me chamou a atenção, e pediu que eu esperasse. Ela chamou a garota e disse:


- Boa tarde, nossa como é bom encontrar alguém vendendo exatamente aquilo que

queremos. Realmente estava precisando de lixas de unha. Vou comprar algumas!"

Naquele momento a menina parou, fitou minha filha nos olhos e esboçou um doce sorriso.

A atitude da minha filha em dar atenção a menina, me permitiu enxergar o belo daquele momento. Minha filha poderia simplesmente ter comprado as lixas. Porém, ela teve um ato de ternura. Esta lição de caridade moral e material ficou pra sempre no meu coração.


Nosso dia a dia é composto por várias situações assim, mas será que estamos prontos para dar as melhores respostas?


Agradeço de coração o exemplo real que minha filha e a doce menina me deram. E espero que vocês também possam refletir sobre.



Conteúdo desenvolvido por:


Maria Helena

Mãe da Manu e avó do Pedro, meu mais sublime amor conhecido como Pepê.

Amor pra sempre.